Passos para uma vida saudável

Passos para uma vida saudável

Passos para uma vida saudável?

O Primeiro passo é entender como nosso organismo funciona.

Vamos cuidar da saúde (e conservá-la) muito mais do que apenas tomar remédios para tratar da doença!

Segundo Organização Mundial da Saúde das Nações Unidas, saúde é o completo bem estar social, emocional e físico da pessoa.

A saúde é o resultado da atividade permanente de cada componente do ser humano integral, para conservar um delicado e complexo equilíbrio de todos seus sistemas e componentes: biológico (corpo), mental (alma) e essencial (espírito), pois todos agem interligados, de modo que o que afeta a um, afeta também os outros. Como exemplo, (entre muitos outros) se pode citar a ligação existente entre a função neurológica do cérebro e o intestino, provada na autopsia de pacientes de Alzheimer e Parkinson. A conclusão de muitos estudos é que não é possível isolar partes do corpo para tratá-las em forma efetiva.

Mesmo com os espetaculares avanços da medicina em geral, o que não se sabe ainda é inimaginável, dada a extraordinária complexidade de cada sistema e componente.  Por isso, a prática que produz melhores resultados é realmente a de uma colaboração com os mecanismos naturais do organismo que conservam a saúde!

Como podemos otimizar as funções do nosso organismo?

O bom funcionamento do sistema digestivo é fundamental para a boa saúde, pois muitas doenças degenerativas têm sua causa no desequilíbrio dos mecanismos naturais da saúde do sistema digestivo, principalmente intestino (que além de absorver os nutrientes, tem papel importante no sistema imunológico, eliminar toxinas, produzir um importante neurotransmissor (serotonina). O fígado tem a função de produzir o suco biliar, regular os níveis de amido e glicose no sangue, acumular reservas de gorduras e muito importante, a função de desintoxicar o organismo. Portanto, restaurar a flora com Lactobacilos, toda vez que usamos antibióticos, manter uma dieta rica em fibras para preservar a parede e o filtro do intestino e beber muita água para ajudar na desintoxicação, são fundamentais. Lembramos que a manutenção da flora com algum tipo de bebida fermentada, sempre fez parte da cultura alimentar de diferentes povos. O suco de uva fermentado, caldo de cana fermentado e outros são muito benéficos para a manutenção da flora. Outras vezes teremos que estudar através de uma exame Indicans, a qualidade e quantidade dessa flora, para poder determinar a melhor reposição através de prescrição personalizada.

Proporcionar os elementos que faltam significa ter uma alimentação livre de toxinas e cheia de nutrientes, mas como isto está bastante utópico nos dias atuais, muitas vezes se faz necessário o uso de suplementos específicos e uma ajuda na desintoxicação. É para isso que utilizamos o Hidorvitalis, aparelho de ionontoforese que retira profundamente toxinas acumuladas por ondas eletromagnéticas, atravé dos poros dos pés. De uma forma mais simples, pode ser realizada a desintoxicação Quântica, através de gotas da Fisioquantic, como por exemplo o Linfodetos, Hepatodetos, Desentox. Para saber quais os metais pesados e outras toxinas  estão presentes e adoecendo o organismo, é possível realizar um teste Prosync, ou Biorressonância Manual que evidencia metais tóxicos, intolerâncias alimentares e outros.

O ideal é trabalhar para ingerir os nutrientes necessários e eliminar as toxinas da melhor forma, diminuindo a ingestão de alimentos processados e a exposição a toxinas do meio ambiente.

Indo além do básico, as emoções e o aspecto espiritual também importam:

As toxinas mentais, como um padrão de pensamento negativo, impede a regeneração celular. Este é um aprendizado constante, monitorar o padrão dos nossos pensamentos, pois padrões destrutivos de ódio, vingança, tristeza, ansiedade vão paralisar o nosso sistema imunológico, enquanto que padrões positivos como alegria, esperança, perdão, liberdade e paz, ativam nossos neurotransmissores da regeneração celular, ativando nosso sistema imunológico e restaurando a saúde.

A vitalidade baixa pode ser causa de muitas doenças e não pode ser remediada biologicamente. Este é o lado espiritual bioenergético. Sem o espírito, o corpo morre, não importa se todas suas funções vitais forem mantidas artificialmente, sem a essência da vida, ela se esvai. Virtudes espirituais como amor, alegria ou paz tem enorme efeito sobre o organismo. A contade de vicer pode manter o corpo vivo certo tempo (dias), mesmo que muitas funções vitais deixem de funcionar. A vida é mais do que o corpo, e nosso alinhamento com a nossa essência (aspecto espiritual) ativado pela fé, também gera saúde.

Para entender esta ligação, A Dra Candice Pert explica os receptores da alegria no cérebro. E o autor Luiz Riscado apresenta os tipos de vida Biológica (do corpo). Psicológica (da alma) e Zoelógica (do espírito). A biológica é a vida vegetativa, procura o prazer e gratificação das necessidades básicas (água, alimento, ar, sol, natureza) supridas. A psicológica adiciona mais necessidades (companhia, conhecimento, entender o por que, etc.) às básicas a serem satisfeitas. Finalmente a Zoelógica, ou vida espiritual, menos conhecida, mas que apresenta necessidades claras: o ser humano é um copo que somente se enche com eternidade. Quando as necessidades básicas são atendidas, naturalmente surge a necessidade de satisfazer as necessidades psicológicas e finalmente, as zoelógicas, a necessidade de transcender. Ao se frustrar a satisfação destas necessidades cria-se um vazio, uma falta de objetivo e de vontade de viver.

A Zoelógica, se cultivada, é a mais forte e pode modular as outras áreas da vida. Logo segue a Psicológica (pensamentos, emoções e desejos) que tem a capacidade de dominar o instinto e silenciar necessidades biológicas por uma causa altruísta e finalmente a Biológica (saúde, suporte dos mecanismos que mantém a vida biológica e instintos) A doença pode ter causa no desequilíbrio em qualquer área, afetando também as outras.

Leave a Reply

Your email address will not be published.