Intoxicação por Cloro

Intoxicação por Cloro

O Cloro é uma substância química muito utilizada para o controle de germes na água e sua concentração é monitorada e regulamentada.

O grande risco é aumentar a exposição, seja em forma de gás (chuveiro com água quente ou academias) e aumento da concentração na água por filtros inadequados.

Riscos relacionados ao excesso de inalação de cloro (intoxicação aguda)

A intoxicação aguda é conhecida desde a primeira guerra mundial, onde o gás cloro foi utilizado como arma asfixiante.

Seu efeito é uma inflamação intensa do pulmão, gerando impossibilidade de inalação do oxigênio a nível do alveolo, provocando asfixia e até morte.

Riscos relacionados ao excesso de ingestão de cloro (intoxicação crônica)

  • Problemas na tireóide (alteração da produção de hormônios tireoidianos);
  • Bronquite e asma – causados pela inalação excessiva de vapor de cloro em banhos e águas quentes;
  • Aumento do risco de desenvolvimento de vários tipos de cânceres (rins, bexiga e outros);
  • Colesterol LDL na parede das artérias – resultando em maior risco de doenças cardiovasculares;
  • Irritações de pele e queda na qualidade dos fios de cabelos e unhas;
  • Inflamação das vias respiratórias (grave); Náuseas e problemas digestivos.
  • Eczema, uma doença de pele (coceiras, ressecamento e elevação de temperatura da pele);
  • Queimaduras na boca, garganta, esôfago e estômago ( em casos de alto volume ingerido de água);

Prevenção:

Evitar ao máximo a exposição direta. Utilizar apenas pequenas quantidades em ambientes abertos. Evitar banhos demorados em água quente; Escolher filtros que tenham a capacidade de remover o cloro da sua água (purificadores do tipo osmose reversa e POU).

 Existem exames toxicológicos que determinam se você está com excesso de cloro em seu organismo e tratamentos adequados para sua remoção.

Clínica Vida Campinas

Médico Responsável: Dra Lorena Velho CRM 75693

Leave a Reply

Your email address will not be published.